Linha 5-lilás: inaugura Estação Eucaliptos

estação-eucaliptos-inauguração-sobretrilhos

O Metrô de São Paulo iniciou nesta sexta-feira (02/03) a operação da estação Eucaliptos em um trecho de 2,9 km de vias na Linha 5-Lilás. Agora, a rede metroviária paulista passa a contar com 83,3 quilômetros de extensão e 73 estações, atendendo a cerca de 4,5 milhões de usuários por dia. É a 11ª estação da linha que começou a ser construída há 20 anos, e que deveria estar completamente pronta até 2014. A nova estação, que teve a inauguração adiada três vezes desde dezembro de 2017, tem uma expectativa de fluxo de 20 mil passageiros por dia.

Inicialmente este novo trecho, que vai da estação Brooklin até Eucaliptos, funcionará no formato de Operação Assistida, de segunda-feira a sábado, das 10h às 15h, sem cobrança de tarifa. O horário será ampliado gradativamente até chegar ao funcionamento pleno, das 04h40 à meia-noite, com cobrança de tarifa, como em toda a rede. Essa etapa consiste na apresentação da estação aos usuários, garantindo a infraestrutura necessária para o funcionamento dos terminais, permitindo a maturação dos equipamentos e de sistemas, como os de alimentação elétrica, sinalização e controle de tráfego, e também de telecomunicações.

governador-coletiva-imprensa

SÃO PAULO – O governador Geraldo Alckmin esteve presente na inauguração, junto ao Secretário dos Transportes Metropolitanos Clodoaldo Pelissioni, e o prefeito João Dória. “Nós estamos entregando hoje a Estação Eucaliptos, aqui na linha 5 e mais um mês, comecinho de abril, mais uma estação que é a Moema [será inaugurada]. Então mais duas estações da linha 5”, disse o governador Geraldo Alckmin.

ESTAÇÃO EUCALIPTOS – Seguindo o padrão arquitetônico adotado nas novas estações da Linha 5-Lilás, a Eucaliptos também conta com uma grande cúpula de vidro em seu acesso principal, criando um elemento visual marcante, que permite a ampla entrada de luz natural para seu interior, gerando economia de energia elétrica. Esses vidros também têm a função de proteger a entrada de raios ultravioleta e reduzem a retenção de sujeira, facilitando sua limpeza. A estação conta ainda com cinco elevadores que permitem a interligação da rua com o mezanino e as plataformas, 13 escadas rolantes, piso podotátil direcional e fita antiderrapante nas escadas fixas.

joão-dória-sobretrilhos

O principal acesso da nova estação Eucaliptos fica na Avenida Ibirapuera número 3144, entre as avenidas Cotovia e dos Eucaliptos. Neste local, agora há uma praça com elementos visuais que se integram à paisagem da região, formada por grandes edifícios revestidos com vidros. Para isso, o projeto arquitetônico contemplou a construção de 11 aberturas cobertas com vidros, que levam a iluminação natural e ventilação do nível da rua até as plataformas. Há também a entrada secundária, que fica no lado oposto da Avenida Ibirapuera, ao lado do shopping de mesmo nome e da Avenida dos Imarés. Ao todo, a estação Eucaliptos tem 9.300 m² de área construída e 23,4 metros de profundidade, que foram divididos em quatro pavimentos.

Os dois acessos, nos dois lados da Avenida Ibirapuera, já estão funcionando. O trânsito da região mudará: a Avenida dos Eucaliptos será de mão única, entre a rua Professor Levy de Azevedo Sodré e a Avenida Ibirapuera, que terá o canteiro central reaberto na altura da Avenida dos Eucaliptos e fechado na altura da rua Jacira.

 

LINHA 5-LILÁS – A ampliação da linha 5-Lilás compreende a construção de 11 km e 11 estações, de Adolfo Pinheiro a Chácara Klabin, além da aquisição de 26 novos trens, implantação do moderno sistema de sinalização e controle – CBTC – em toda a linha e a construção do pátio de manutenção. Neste projeto, já foi aberto e está em operação um trecho de 4 km com as estações Adolfo Pinheiro (aberta em 2014), Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin (inauguradas em 2017). Com esta nova estação, a Linha 5 terá 15,2 km e 11 estações, operando de Capão Redondo a Eucaliptos.

paulo-meca-paulo-roberto-torres-sobretrilhos A Linha 5 ficou conhecida como a linha dos hospitais, devido ao acesso a diversos centros de saúde, como Santa Casa de Misericórdia de Santo Amaro, Hospital Alvorada, Hospital do Servidor Público Estadual, Hospital Edmundo Vasconcelos, Hospital São Paulo, Hospital Santa Cruz, Hospital Sepaco e outros centros especializados para tratamento como AACD, APAE e Lar São Francisco.

A obra de expansão, que teve início em 2009 e na qual está a construção da estação Eucaliptos, começou custando R$ 6,5 bilhões e hoje está prevista em R$ 10,2 bilhões. Ao fim das obras, a linha vai percorrer de Capão Redondo a Chácara Klabin, e cerca de 850 mil pessoas devem utilizar diariamente os 20 km e 17 estações. A previsão é a de que até o final de abril o governo assine o contrato com a concessionária que fará a operação da Linha Lilás pelos próximos vinte anos.

conheça mais a estação clicando aqui.                                                                                                                                 *fotos: Bruno Panseri