Porto de Barcelona registra volume recorde de mercadorias movimentadas via ferroviária em 2017

De acordo com os dados oficiais anunciados pela Autoridade Portuária de Barcelona, o porto catalão registou um volume recorde de mercadorias movimentadas via ferroviária durante 2017, facto que impulsionou o histórico resultado global e confirmou o estatuto de porto que mais rapidamente cresce na Europa – em 2017, o porto registou 243.585 TEU de tráfego ferroviário, que representou um crescimento ano-a-ano de 8%. A notícia foi veiculada pela revista portuguesa Cargo.

porto-barcelona-sobretrilhos

Quota modal ferroviária subiu para 13% em Barcelona durante 2017

Este resultado, proveniente dos contentores que chegaram ou deixaram ao Porto de Barcelona pelo meio ferroviário, vem também aumentar a quota modal ferroviária da infra-estrutura portuária para 13%, num ano em que o porto da Catalunha obteve a sua melhor performance nos principais segmentos de carga, ultrapassando, pela primeira vez, os 61 milhões de toneladas de mercadorias movimentadas num só ano (um crescimento ano-a-ano de 26%).

Assim, o desempenho do transporte ferroviário de contentores mostrou-se essencial para o resultado final obtido nesse segmento de carga, um dos mais estratégicos pilares do Porto de Barcelona e um dos mais representativos baluartes da economia regional. No total, foram movimentados 2.968.757 TEU em 2017 – um número que traduz um crescimento homólogo de 32,3%, esclareceu a autoridade portuária.

Barcelona em crescente internacionalização: a culpa é do tráfego ferroviário

O crescimento operacional converge com um contexto de maior internacionalização do porto catalão: Barcelona vem-se tornando um destino cada vez mais atractivo para carregadores que desejem fazer uso da sua cada vez mais apetrechada infra-estrutura ferroviária. Em Janeiro passado, Barcelona recebeu o epíteto de hub chave de um dos novos corredores do Mediterrâneo da companhia Euro Cargo Rail, subsidiária francesa da DB Cargo.

*matéria originalmente publicada pela revista portuguesa Cargo em 15/02/2018